Medalhões de pescada em molho primaveril com puré de couve flor e batata doce


Faltou-me o milho! É mesmo por aqui que quero começar. Fazer os medalhões de pescada com este molho e não ter milho é uma falta grave! Devia ser penalizada por este esquecimento😂
A verdade é que habitualmente faço este molho com milho e hoje esqueci-me. Quem não se esqueceu e deu logo por falta foram os meus filhotes, não fossem eles uns doidos por milho.
O que é certo que todos adoram este prato, que pode ter variadíssimas formas e sabores. Hoje fiz com açafrão, o meu filho mais velho adora, mas faço muitas vezes só com um bocadinho de  mostarda Dijon para aromatizar o molho. Até um pouco de vinagre balsâmico, molho de soja ou inglês, é suficiente para dar um sabor incrível a tão simples parto.



Para 4 a 5 pessoas vão precisar de:
  • 800g de medalhões de pescada
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho picados (ou 1 colher de sobremesa de massa de alho; uso da Flor das Hortas)
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 cenoura
  • 100g de tomate partido (usei toante cereja; podem usar qualquer outro)
  • 1 chávena de ervilhas
  • 1 colher de chá de  manjericão seco ou outra erva aromática que gostem ou apenas pimenta
  • sal
  • 2 colheres de chá de açafrão (ou mostarda Dijon ou vinagre balsâmico ou molho de soja⇒ já fiz com todos estes sabores e qualquer um fica muito bem)
  • leite q.b.
  • 4 a 5 colheres de sopa de iogurte grego natural ligeiro ou queijo quark
Para o puré:
  • 1 couve flor pequena
  • 2 batata doce pequenas
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • sal e noz moscada para temperar
  • queijo ralado (opcional)
Confeção:
(fotos no fim)
  1. Comecei por fazer o puré. Num tacho largo pus a cozer a couve partida em flores, as batatas doce descascadas, a cebola, o alho e temperei com sal. Aproveitei também para cozer o peixe nesta água. Coloquei-o quando já estava em fervura e retirei passado 5 minutos.
  2. Numa frigideira larga pus a cebola picada, a massa de alho e o azeite a refogar. Adicionei a cenoura partida em pedacinhos, depois o tomate partido e finalmente as ervilhas. Acrescentei os temperos: sal, manjericão e açafrão. Reguei com um pouco de leite e deixei cozinhar alguns minutos.
  3. Juntei o peixe e deixei apurar os sabores por breves minutos.
  4. Retirei do lume e adicionei o iogurte grego (que não pode ferver). Misturei bem tudo.
  5. Enquanto os legumes estiveram na frigideira a cozinhar, terminei de fazer o puré. Escorri a água de cozedura, triturei com a varinha mágica e temperei com noz moscada e um pouco de queijo ralado.
  6. Servi o peixe com o puré e o molho por cima.
 


Bom apetite!




Comentários