"Galatte" de brócolos, azeitonas e queijo feta (saudável; sem manteiga nem farinha de trigo)

Depois da "galette" de maça, veio a de brócolos, pois está claro! Dois ingredientes sempre muito presentes na minha cozinha, nas minhas refeições, eu adoro, são simples, económicos, saudáveis e muito versáteis. Não podia ter escolhido outros para vos apresentar as minhas "galettes" num formato saudável.
"Galette" é uma espécie de crepe francês. É bem diferente dos ingleses que nós conhecemos e é muitas vezes confundido com tartes. Realmente parece-se com tarte mas significa crepe. É originária de Bretanha, na França, e a sua base é feita com trigo sarraceno.
Esta que aqui vão ver não é uma "galette" real, vistos não ser feita de trigo sarraceno, já que não tinha em casa neste dia e é difícil encontrar por aqui perto. Só quando for a Aveiro é que poderei comprar, mas todo o estilo e sabor estão lá e ficou fantástica!

Podem fazer com outros recheios, outros legumes, adicionar pedaços de fiambre, mais cebola, substituir o queijo por outro que prefiram, enfim, um sem numero de possibilidades. A minha preferida é mesmo a de tomate, que no verão sabe muitíssimo bem.
Também resolvi fazer esta em formato individual, uma para mim e outra para o meu marido, mas podem fazer numa única tarte e cortar em fatias. Fica aqui a foto e o link da "galette" de maça que fiz anteriormente, em que a massa é exatamente igual, apenas acrescida de adoçante e o recheio é simplesmente maça. 
"Galette" de maça (saudável; sem açúcar, manteiga nem farinha de trigo)👇

Para 2 pessoas vão precisar de:
Base

  • 2 canecas de farinha de espelta ou aveia ou outra que prefiram incluindo farinha sem glúten, sendo que o ideal é fazer com farinha de trigo SARRACENO
  • 1 colher de sopa rasa de farinha de linhaça (opcional se a farinha tiver glúten; se não tiver devem colocar 3 colheres de sopa)
  • 1/2 caneca de óleo de coco no estado sólido (100g) (podem usar manteiga no estado sólido bem fria)
  • 1 pitada de sal
  • 1/2 caneca (125 ml de água fria)
Recheio
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho picados ou 1 colher de chá de massa de alho
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 pé de brócolos grande partido em pedaços
  • sal
  • 2 mãos cheia de azeitonas descaroçadas
  • 80g de queijo feta
Confeção:
 No processador de alimentos coloquei as farinhas, o óleo de coco e o sal. Triturei alguns minutos até começar a quebrar. Inicialmente fica num "crumble", depois começa a ficar em massa. Nessa altura juntei a água (em fio ou aos poucos) e continuei a triturar até ter uma massa um pouco peganhenta. Retirei, formei uma bola em cima de pelicula aderente e levei ao frigorifico meia hora.




Nesse tempo preparei o recheio. Pus um tacho ao lume com água e sal. Parti os brócolos em pedaços. Quando a água ferveu, acrescentei os brócolos e deixei cozer apenas por 2 minutos, a partir de que começa a ferver novamente. Não é para ficarem totalmente cozidos, apenas tenros. Têm de estar verde vivo. Escorri-os bem da água.
Pus uma frigideira ao lume com a cebola, o alho e o azeite para refogar até a cebola estar translucida.








Retirei a massa do frigorifico, parti ao meio e estendi cada parte com o rolo da massa e em cima de papel vegetal, dando a forma redonda.
Espalhei a cebola na zona central (deixei alguma borda para virar), depois os brócolos, as azeitonas e finalmente o queijo feta esfarelado.
Virei as bordas da massa cuidadosamente (é normal que parta; esta é uma massa "tosca", "rustica") e levei ao forno cerca de 40 minutos.





 Servi a galette do meu marido com ovo cozido de 5 minutos.







Bom apetite!


Comentários