Pasteis de bacalhau saudáveis (sem batata; sem fritar; com couve flor)


Gosto muito de rissóis, de bolinhos de carne, empadas é uma perdição, mas os pasteis de bacalhau....os belos dos pasteis de bacalhau...Ui, tiram-me do sério!
Não tenho grandes recordações da minha mãe fazer, mas tenho dela gostar. Quando íamos a Lisboa era certo ir comer pasteis de bacalhau com arroz de tomate. Os meus pais diziam que não se comiam outros como aqueles. Não me perguntem onde era o sitio, não me lembro nem sei se era sempre o mesmo, mas que passou o gosto pelo pastelinho, lá isso passou.
Já fiz outra versão saudável para além desta, aqui no blogue a receita aparece feita com frango e podem ver carregando aqui, mas não me convencem por completo. Não que não seja bom, mas como é feito com batata doce, passa aquele "travo" doce que tira o paladar ao bolo de bacalhau. Foi então que resolvi experimentar esta versão, com couve flor, que não difere muito em sabor da batata.
Claro que tem outra grande vantagem: as calorias! A couve flor tem apenas 25 calorias por 100g, o que faz destes bolinhos extraordinariamente "light" e "fit".
A verdade é que acaba sempre por ser este o motivo das minhas experiências culinárias: fazer as receitas que mais gosto com o mínimo de calorias possível. Esta foi de facto um caso de sucesso que muito me orgulho de hoje estar aqui a partilhar no blogue. Consegui fazer os nossos, meus e de todos os portugueses, pasteis de bacalhau de forma a não haver ninguém que não possa comer! Não são fritos, não têm batata e estão aptos a comer mesmo quem tem de contar as calorias que ingere.


Para cerca de 40 bolinhos do tamanho que vêm na foto vão precisar de:
  • 500g de bacalhau demolhado (para fazer estes pasteis não é costume usar-se as partes mais nobres do bacalhau, usa-se asas e rabo, mas equivale mais ou menos a 1 posta grande ou 2 pequenas)
  • 1 couve flor ( a minha tinha cerca de 400g)
  • 1 cebola grande ou 2 pequenas
  • 3 dentes de alho
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 1 raminho de salsa 
  • 3 ovos + 1 gema
  • sal (e pimenta se quiserem)
Confeção:
Parti a couve flor em raminhos e pus a cozer em água temperada com sal junto com o bacalhau (se quiserem podem cozer separadamente). Couve e bacalhau cozem praticamente ao mesmo tempo. Virei para um escorredor.
Pus o forno a aquecer a 200ºC.
Piquei finamente a cebola e o alho e levei ao lume num tacho com o azeite até a cebola estar macia e translucida. Não ponham demasiado azeite nem deixem que a cebola "transpire" muito e largue muita água.
Retirei a pele e as espinhas ao bacalhau e "esmaguei-o" nas minhas mãos para que fique em fios. Ao contrario das pataniscas, o bacalhau dos pasteis quer-se em fios e não em pequenas lascas. Também podem esfrega-lo num pano. Juntei ao refogado de cebola, misturei e retirei do lume.


Piquei a salsa e acrescentei.
Nota: esta mistura é seca e não húmida e suculenta como acontece com um refogado de bacalhau para, por exemplo, bacalhau com natas. Não pode ter muita humidade, pois a couve flor não faz um puré tão denso como a batata.
Triturei a couve flor (bem escorrida) com a varinha mágica até estar em puré e juntei ao bacalhau. Misturei, adicionei as gemas e voltei a misturar. Acertei os temperos com sal.

Bati as claras em castelo e envolvi aos poucos no preparado de bacalhau.
Com a ajuda de 2 colheres e sopa, fiz bolinhos e coloquei em cima do papel vegetal. Levei ao forno até estarem dourados.








Bom apetite!





Comentários

  1. Fiz ontem e só posos dizer que são maravilhossssss uma receita a juntar ao meu bau das favoritas:)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário