Bolo de castanhas (versão saudável sem açúcar, farinha nem nenhum tipo de gordura)


Fui uma daquelas sobremesas que me deu que pensar. Já tinha feito um bolo de castanhas mas com chocolate, uma das receitas mais vulgares e conhecidas, mas numa versão saudável. Temos andado a comer muitas sobremesas com chocolate cá em casa e eu estava com vontade de fazer o meu bolo de castanhas deste ano com um sabor diferente.
Eis que saiu este, depois duma pesquisa na internet sobre bolos tradicionais de castanha. Na realidade tive poucos resultados na minha pesquisa, mas percebi que há um bolo de castanhas tradicional em Trás-os-Montes. Foi nessa receita que me inspirei e ainda bem porque estou realmente muito contente com o resultado.

Vão precisar de:
  • 300 a 350g de castanhas cozidas e descascadas (equivale a mais ou menos 500g de castanhas cruas pesadas com casca)
  • 200g de tâmaras
  • 1 cálice (cerca de 80ml) de vinho do Porto (ou da Madeira)
  • 6 ovos
  • 1 colher de sopa de amido de milho (maizena)
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de chá de canela
  • 1 colher de café de noz moscada
Para a calda (é opcional, o bolo fica lindamente sem a calda; eu comi sem calda)
  • 80ml de vinho do Porto
  • 80ml de água
  • 40ml de sumo de laranja (cerca de meia laranja; é opcional)
  • 1 pau de canela
  • 1 colher de sopa de mel ou de açúcar mascavado
  • Castanhas cozidas (as que quiserem para decorar)
Nota: Usei uma forma de fundo amovível pequena, de 22 cm de diâmetro.
Confeção:
Comecei por cozer as castanhas. Pus uma panela ao lume com água temperada com sal. Cortei as castanhas com um golpe em cruz ao meio. Coloquei na água a ferver por 15 minutos. Retirei do lume descasquei ainda quentes. (Cozi a mais para a decoração e reservei as mais bonitas)
Pus o forno a aquecer a 180ºC. Forrei uma forma de fundo amovível com papel vegetal e untei com manteiga.
Coloquei no processador de alimentos as castanhas cozidas e as tâmaras descaroçadas. Triturei. Acrescentei o vinho do Porto e continuei a triturar. (Podem fazer com a varinha mágica, a intenção é obter uma massa feita de castanhas, tâmaras e vinho do Porto).

Separei as gemas das claras. Coloquei as gemas na massa de castanhas e as claras numa tigela.
Triturei a massa com as gemas, acrescentei o amido de milho, o fermento, a canela, a noz moscada, o sal, e pulsei mais uma vez para envolver.


Bati as claras em castelo.
Passei a massa para uma tigela e envolvi as claras. Verti para a forma e levei ao forno por 50 minutos.


Deixei arrefecer antes de desformar.
Para a calda, coloquei os ingredientes num tachinho e levei ao lume. Deixei ferver em lume brando meia hora, até reduzir um pouco. Coloquei as castanhas reservadas que reservei e deixei ferver mais 4 a 5 minutos. Servi com o bolo já frio.
Nota: Este é um bolo fofo, quase "esponjoso". As claras devem ser envolvidas cuidadosamente.
Também não é obrigatório fazerem a calda.




Do melhor que o outono tem...



Comentários